Robótica Educacional - Jogo Limpo - OBR


Que tal preparar os alunos para a prova teórica da OBR 2015? Vale conferir!!!


jogolimpo

JOGOLIMPO e VIDEOLIMPO

jogos digitais e videos aula sobre as questões das provas da OBR. – Produzido pelos alunos de Robotica Educacional da EMEF José Mariano Beck, sob orientação da profa. Luciana Tadewald. Apresentado na MNR – Mostra Nacional de Robótica e premiado com bolsas de Iniciação Cientifica Junior do CNPq.

0 comentários:

Orientações para o Jornal - Fundamentação




Vale Conferir!
Muitos implementadores, estão colocando em prática as orientações sobre os projetos que devem ser desenvolvidos no Laboratórios de Informática, porém estamos disponibilizando alguns materiais para que o trabalho possa ser melhorado e ampliado continuamente.
Para trabalhar com jornal escolar devemos entender qual a função deste trabalho, que vai além da formatação de texto. É importante que o professor entenda a função social da escrita e o papel do implementador de Informática neste processo.

"As mídias escolares são qualificadas pelos processos de ensino-aprendizagem dos quais resultam. Um Jornal Escolar pode tanto permitir a expressão de crianças e adolescentes como reforçar tendências autoritárias. Pode resultar de processos de ensino e aprendizagemlibertadores, como de uma concepção de educação "bancária" (Paulo Freire). Pode servir ao entendimento das dimensões comunitárias, como expressar uma visão narcisista dos autores. Pode manifestar uma compreensão crítica do papel da comunicação ou uma visão acomodada" Guia Jornal Escolar pág.5

"Os nossos jornais não são imitações nem substitutos de jornais adultos. São uma produção original que tem a partir de agora as suas normas e as suas leis, que tem, é certo, as suasimperfeições, mas que apresenta também a vantagem histórica de abrir uma nova via de conhecimento da criança e de prática pedagógica de que o futuro mostrará a fecundidade" (O Jornal Escolar).Guia Jornal Escolar pág.8


Livro versão preliminar sobre Jornal Escolar do Projeto Mais Educação. http://comcultura.org.br/wp-content/uploads/2010/04/guia-do-jornal-escolar-versaoweb.pdf

inkscape
site de Portugal: http://jornaisescolares.dge.mec.pt/page/1/ 

Vejam algumas orientações para ajudar no trabalho do Portal do Jornal Escolar.

Sugestões:

  •  Utilizem o programa Scribus, Inkscape.. para a criação do Jornal;
  • Exportem o jornal como pdf;
  • Criação online - exemplo: jornal escolar , calaméo etc, assim a publicação ficará fácil de ser visualizada;
  • Título do jornal/ Nome;
  • Identificação: data, edição, ano, nome da escola em todas as páginas;
  • Formatação caprichada;
  • Equipe Responsável: turma, professora, implementadora...

0 comentários:

Saiu mai uma edição do JP



Jornal Da E.M. João Pio de Abreu , sob a coordenação da implementadora Anastácia. Acompanhe o trabalho!


0 comentários:

Jornal C.M.E.I.Pururuca agora é C.M.E.I. Profª.:Mariana Bressan



Além dos Projetos de Áudio, Animação, Programação e Robótica Educacional Livre, estamos trabalhando com o Projeto Jornal Escolar, desenvolvido nos Laboratórios de Informática da Rede Municipal.
Como orientações: 
Vejam algumas orientações para ajudar no trabalho do Portal do Jornal Escolar.
Sugestões:
  •  Utilizem o programa Scribus, Inkscape para a criação do Jornal;
  • Exportem o jornal como pdf;
  • Criem uma publicação online, exemplo: jornal escolar , calaméo etc, assim a publicação ficará fácil de ser visualizada;
  • Título do jornal;
  • Identificação: data, edição, ano, nome da escola em todas as páginas;
  • Formatação caprichada;
  • Equipe Responsável: turma, professora, implementadora...
 
Vale Conferir!
Vejam o jornal do C.M.E.I. Profª Mariana Aparecida V.Bressan! Mais um trabalho sendo iniciado em nossa rede!






0 comentários:

Áudio na Educação - Novidades



Estamos disponibilizando mais trabalhos em Áudio na Educação. Desta vez o C.M.E.I. Cora Coralina, E.M.Eng.: Sergio de A. Rocha,E.M. Paulo VI, E.M. Lund Vilella, E.M. Tocantins e da E.M. Jayme de Souza Martins. Acesse aqui!
Parabéns a todos pelos trabalhos que vem sendo desenvolvidos na nossa Rede!
Orientações:
  • Para disponibilizar o Podcast estejam atentos a utilização de músicas Creative Commons; caso contrário, disponibilize apenas a produção dos alunos! (exemplo áudio da E.M. Sergio Rocha);
  • Quem criou logo disponibilize o arquivo para incluir na postagem do podcast,
  • Quem tem nome da Rádio, incluir no nome do arquivo de áudio. Ex.:nomedaradio_escola_nomedoprograma.mp3 - radio_galera_jmartins_semana_da_patria.mp3
Para quem está começando, pode conferir na página da E.M. Jayme Matins  o relato do trabalho da implementadora Ana Paula sobre  Áudio na Educação "Projeto da Rádio" .

Rádio Lund Villela

       Os alunos do 5º ano gravaram, para a rádio, mensagens para o evento Família na Escola. Cada mensagem é acompanhada de uma música. As mensagens serão ouvidas durante o lanche partilhado.
       O audio tem uma duração de 42 minutos no total.
Abertura: aluno Eduardo da turma 501
Mensagem: aluna Kailainy Esthefanny da turma 503
Mensagem: aluna Júllia Ellen da turma 503
Mensagem: aluna Júllia Ellen da turma 503
Mensagem: aluna Kailainy Esthefanny da turma 503
Mensagem: aluno Eduardo da turma 501
Vinheta da rádio
Propaganda da festa agostina da escola
Participação dos alunos Arthur da turma 501 e do aluno Pedro da turma 403
A mensagem com a  propaganda da festa será apresentada aos alunos durante o recreio. Junto com a propaganda algumas músicas serão tocadas no recreio.

0 comentários:

Atenção implementadores - Lousa Digital MEC

Atenção implementadores - Lousa Digital MEC!

As escolas da Rede Municipal que receberam o Projetor Proinfo, estão recebendo o KIT que permite a instalaçao da LOUSA INTERATIVA ou LOUSA DIGITAL no Projetor Proinfo.
Assita  a video aula, mostrando o passo a passo de como colocar o equipamento para funcionar. Qualquer dúvida estamos de plantão às segundas feiras de 7h30 às 11h e 13h30 às 17h no Laboratório de Informática da SME.
 





O que e o projetor PROINFO?
O Projetor Proinfo, é uma iniciativa do Ministério da Educação. Além de projetar imagens, ele é um computador com CD/DVD, acesso a Internet com WI-FI, áudio, microfone, USB dentre outros serviços que o sistema operacional livre proporciona para o usuário. Tudo em um só aparelho, desenvolvido pelo Ministério da Educação.

Para download de manuais e CD de recuperaçao, acesse aqui

Para acessar o manual em pdf, clique aqui ou aqui



Figura 1 - Caneta Digital e o receptor Station

Características da Lousa Digital, O quê vem no conjunto?

Figura 2 - Itens que compõem o conjunto

1. Receptor Station;
2. Duas canetas digitais;
3. Transmissor sem fio, com tecnologia Bluetooth, que fica dentro do Projetor interativo, ou é conectado à sua USB externa do Projetor Interativo;
4. Cinco suportes metálicos, em aço inoxidável, com pintura anticorrosiva;
5. Dez pontas sobressalentes por caneta digital
6. Cabo USB para recarga da bateria da caneta digital;
7. Cabo USB de quatro metros para recarga do receptor Station;
8. Dez fitas adesivas do tipo dupla face para fixação do suporte metálico.

Corpo da Caneta Digital

A Lousa digital possui atributos físicos que a caracteriza e torna seu funcionamento possível. Entre os atributos mais importantes, estão os botões da caneta.

Figura 3 - Corpo da caneta digital e seus botões
Carregando a bateria da caneta digital

A caneta digital possui uma bateria recarregável, interna, de polímero de íons de lítio. Sua carga é feita por meio da porta USB do computador. São duas horas para carga completa e até 18 horas de uso contínuo.

Figura 4 – Carregando a bateria da caneta digital

P.S. Por segurança, a caneta digital desliga-se automaticamente após sessenta segundos sem uso.

Características físicas do receptor Station

O corpo do receptor Station tem as dimensões 218 mm x 28 mm x 17 mm. Nele existe, um menu sensível ao toque, onde vários atalhos podem ser acessados facilmente, durante a apresentação.

Figura 5 – Botões de atalho do receptor Station e LED indicadores.

Além dos botões de atalho, na parte frontal do receptor Station existem duas luzes do tipo LED. Uma azul, que indica que o produto está conectado ao computador interativo e outra vermelha que indica que a bateria interna do receptor está sendo carregada.
Funcionamento do receptor Station - Sensores

O receptor Station possui dois sensores ultrassom e um sensor infravermelho. Trabalhando juntos, estes três sensores triangulam a posição e a velocidade de operação da caneta digital, reproduzindo seus movimentos com alta precisão dentro da projeção em andamento.
Figura 6 - Sensores ultrassônicos do receptor Station
O símbolo amarelo com um triângulo preto ao centro representa a sensibilidade do aparelho a descargas eletroestáticas naquela região e indica que é importante evitar descargas eletroestáticas no momento em que o receptor Station estiver em uso. Ou seja, as grades metálicas que protegem os sensores ultrassônicos não devem ser tocadas, a fim de evitar que o receptor venha a travar.

OBSERVAÇÃO: Em condições normais de uso, não existe o risco de choque para o operador da solução.
Carregando a bateria do receptor Station

O receptor Station possui uma bateria recarregável, interna, de lítio. Sua carga é feita por meio da porta USB do computador. São três horas para carga completa e até oito horas de uso contínuo. Durante a carga da bateria do receptor Station, toda a solução de Lousa Digital continuará funcionando normalmente.
A conexão do receptor Station ao computador interativo se dará por meio do cabo USB de 4 metros que acompanha o produto. Basta conectar o receptor Station ao cabo e a outra ponta do cabo à porta USB do computador:
Figura 7 - Conectando o cabo USB para carga do receptor Station
Fixando o suporte metálico na área de projeção 

Para fixar o suporte metálico na área de projeção, bastará remover a proteção da fita adesiva que fica em sua parte traseira e pressioná-lo contra a área onde o mesmo ficará. Lembrando que é importante que o suporte metálico fique sempre alinhado seja horizontalmente ou verticalmente. O suporte metálico deve ser afixado de forma a permitir que o receptor Station fique, pelo menos, a três centímetros da área de projeção.
Figura 8 - Fixando o suporte metálico

Fixando o receptor Station

O receptor Station possui dois ímãs em sua parte posterior, os quais permitem a fixação do mesmo de forma magnética ao suporte metálico. Mesmo com o cabo para carga da bateria conectado, os ímas presentes do receptor Station são fortes o suficiente para suportar o peso tanto do receptor e da conexão com fio.
Figura 9 - Fixando o receptor Station


Instalando a Lousa Digital no Computador Interativo Diebold – MEC – PROINFO - MEC/SEED – MEC – Pregão FNDE 42/2010 

A solução de Lousa Digital é totalmente compatível com o Projetor Interativo do Pregão FNDE 42/2010. Para tanto, basta instalar o Sistema Operacional LE4P, que acompanha o kit da lousa no DVD de instalação.
A instalação não requer conhecimentos avançados de sistemas operacionais. Abaixo, seguem os passos necessários para a atualização do Projetor Interativo Diebold com o sistema LE4P com o software da Lousa Digital já instalado.

a. Ligue o computador interativo, pressione o botão de ejeção do DVD e insira a mídia no drive. Em seguida, feche o drive normalmente;

b. Não se preocupe em ligar o projetor. O instalador do LE4P fará isto automaticamente. Apenas espere a imagem da área de trabalho para executar a instalação do sistema, conforme Figura 10;

c. Clique duas vezes no ícone Instalar, para iniciar o processo de instalação do LE4P, conforme Figura 11;

d. O processo de instalação demora em torno de 15 segundos para iniciar. Logo que o mesmo se inicia, uma janela é mostrada com a situação atual da instalação o sistema LE4P (Figura 12), onde é possível visualizar o tempo necessário para a finalização do processo, que pode levar até 25 minutos;

e. Automaticamente após a instalação do sistema operacional LE4P, o Projetor Interativo será reiniciado e o DVD ejetado, automaticamente. Bastará remover a mídia de DVD da bandeja do driver de DVD e deixar a máquina finalizar o processo de reinicio do equipamento.
Figura 10 - Área de trabalho do sistema de instalação do LE4P
Figura 11 - Botão Instalar
Figura 12 - Status do processo de instalação do LE4P

1 comentários:

Saiu jornal da E.M. João Paulo I

Vale conferir  a Edição do Jornal da E.M. João Paulo I, implementadora Marília.
Para aqueles que estão iniciando o trabalho observem os pontos a seguir:
  • Título do jornal;
  • Identificação: data, edição, ano, nome da escola;
  • Formatação;
  • Equipe Responsável: turma, professora, implementadora...


0 comentários:

Projeto Robótica Educacional - Professora Marília

 
Acompanhe o trabalho desenvolvido pela implementadora Marília na E. M. João Paulo I, o material desenvolvido em aulas no contraturno. 
Uma sugestão para iniciar o trabalho em sua escola. Faça parte deste time!

Robótica Educacional com Software e Hardware Livres

Implementadora : Marilia Avila

 
Lupita - Mascote - 2014
Confira!

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - Espaço dos Implementadores de Informática e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 Espaço dos Implementadores de Informática