Robótica Livre no Projeto "Sábado na Escola" no Projeto Piloto "Robótica Livre na Escola Integral


Para a Robótica Livre no Projeto "Sábado na Escola"  e no Projeto Piloto "Robótica Livre na Escola Integral", preparamos três encontros nos dias 28 de fevereiro, 7 e 14 de março para auxiliarmos os profissionais que atuarão nos Projetos 2015.
Criamos um makerspace ou o também conhecido hackerspace no laboratório da SME. Através desta proposta os implementadores puderam socializar dúvidas e  certezas sobre a realização do Projeto, experimentaram, colocaram mão na massa  realizaram ligações eletrônicas, digitaram a programação, conheceram os materiais...
Foi uma manhã  agradável e de muito aprendizado!

Segundo a Wikipedia,
"Um hackerspace ou hackspace (de Hacker e Espaço) (também conhecido como hacklabmakerspace ou creative space) é um local real (em oposição ao virtual) com o formato de um laboratório comunitário que segue a ética hacker, tendo espírito agregador, convergente e inspirador. Nele, pessoas com interesses em comum, normalmente em ciênciatecnologiaarte digitalou eletronica podem se encontrar, socializar e colaborar. Um hackerspace pode ser visto como um laboratório comunitário, uma oficina ou um estúdio onde pessoas de diversas áreas podem trocar conhecimento e experiência para construir algo juntos.
Muitos hackerspaces colaboram na divulgação e no desenvolvimento de software livreopen hardware e mídia alternativa e podem ser encontrados em infoshopscentros sociais e espaços comunitários."

página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) um novo painel, desenvolvido para contextualizar os desempenhos das escolas.

As escolas públicas brasileiras contam com uma ferramenta para compreender melhor seus resultados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A partir desta sexta-feira, está disponível na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) um novo painel, desenvolvido para contextualizar os desempenhos das escolas.






OBMEP Divulgação


As inscrições para a 11ª Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) estão abertas e devem ser feitas até 31 de março próximo. Participam da competição as escolas públicas municipais, estaduais e federais que tenham, matriculados, estudantes do sexto ao nono ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio.
A Obmep premiará 6,5 mil alunos — 500 com medalhas de ouro, 1,5 mil com as de prata e 4,5 mil com as de bronze. Os medalhistas serão convidados a participar, no próximo ano, do Programa de Iniciação Científica Júnior.
Todos os estudantes inscritos participarão da primeira prova, a ser realizada na própria escola, em 2 de junho próximo. O desafio é resolver 20 questões de múltipla escolha. Nesta fase serão selecionados 5% dos estudantes, por escola, com melhor pontuação. Eles estarão classificados para a segunda etapa, em 12 de setembro. A relação de vencedores será divulgada em 27 de novembro.
A 10ª edição, em 2014, registrou 18,1 milhões de inscrições, com a adesão de 46.711 escolas públicas da educação básica do país.

Sugestão para trabalhar com apenas 1 computador


Visitando escolas, com implementadores novatos, percebemos a dificuldade de atuação quando existem poucos computadores funcionando.

Os projetos de áudio e jornal são obrigatórios nos laboratórios, para serem realizados são necessários várias ações, em conjunto com as crianças, que não precisam de computador :

  • planejamento/reuniões;
  • conteúdos a serem publicados no jornal/áudio;
  • seções/ programas;
  • criar perguntas e entrevistar;
  • criação de desenho, charge, caricatura, logomarca;
  • tirar fotos para ilustração do jornal;
  • definição de temas a serem desenvolvidos para o jornal /áudio;
  • estudo do tema;
  • análise e seleção de materiais;
  • criar poesia, texto coletivo, paródia, slogam, vinhetas...
  • correção ortográfica;
  • seleção de músicas;
  • ensaiar,decorar o texto a ser gravado...





Segue abaixo o relato da professora Ana Paula do CMEI Monteiro Lobato, quando estava em período de Reforma.
Vale conferir as dicas do desenvolvimento do trabalho!





SAIU NO PORTAL DO PROFESSOR EDIÇÃO 100 - NOVAS TECNOLOGIAS NA ESCOLA




Parabéns a implementadora Ana Paula e Equipe do Monteiro Lobato!





Saiu no Portal do Professor

Edição 100 - Novas Tecnologias na Escola
Emissora de rádio faz sucesso com alunos da educação infantil

Uma rádio, que vai ao ar com participação ativa de crianças de 3 a 5 anos, faz sucesso entre os alunos do Centro Municipal de Educação Infantil Monteiro Lobato, suas famílias e moradores do município fluminense de Volta Redonda. Implantada em 2013 pela professora Ana Paula Corrêa de Oliveira Coelho, a Rádio Monteiro Lobato tornou-se conhecida na cidade como Rádio Monteirinho.

“Desenvolver um projeto de rádio, com a participação ativa das crianças, foi meu maior desafio”, diz a pedagoga, pós-graduada em psicopedagogia, há 21 anos na área de educação infantil. Ana Paula, que trabalha como implementadora de informática desde 2007, explica que o projeto foi uma orientação da Coordenação de Informática Aplicada à Educação de Volta Redonda. Ele foi desenvolvido anteriormente por Patrícia Osório, implementadora de informática na Escola Municipal Rubens Machado, com alunos do ensino fundamental.

A grande referência de Ana Paula em seu trabalho é o educador Paulo Freire [1921-1977]. Para ele, ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou sua construção. Por isso, as atividades que ela promove no laboratório de informática visam a um trabalho integrado com a sala de aula, a fim de tornar a aprendizagem significativa para as crianças.

Com uma programação variada, a rádio divulga notícias, relata as atividades de destaque nas salas de aulas, transmite a troca de recados entre as crianças e presta homenagem a aniversariantes, com mensagens e oferecimento de músicas a estudantes, professores e funcionários.

A definição dos temas é feita durante as chamadas “reuniões de pauta”, quando Ana Paula reúne os representantes de cada turma. “Em conversa com os alunos, vou instigando e anotando as ideias que vão surgindo”, revela. O passo seguinte é a realização das entrevistas. Os estudantes percorrem as salas de aula para ouvir professores e demais colegas.

Difusão — Os programas, com duração total de 20 minutos, são gravados e podem ser ouvidos pelos estudantes nos horários de recreação. São apresentados também durante as reuniões com pais e responsáveis. Para que qualquer pessoa possa ouvir os programas, em qualquer lugar e a qualquer momento, arquivos de áudio (podcast), geralmente no formato MP3, são postados no blogue dos implementadores de informática de Volta Redonda.

“A experiência da Rádio Monteirinho foi maravilhosa. Os alunos ficaram empolgados, e a comunidade abraçou o projeto”, ressalta a pedagoga Tatiana da Silva Vicente, que em 2013 trabalhava com uma das turmas participantes. Com pós-graduação em psicopedagogia e experiência de 14 anos na área da educação, Tatiana salienta que o projeto foi bem-sucedido.

“As crianças desenvolveram a linguagem oral, a percepção e a atenção auditiva, ampliaram o período de atenção e a concentração”, destaca. Além disso, ela cita a melhoria na socialização e no desenvolvimento da expressão corporal. “Os alunos sentavam-se juntos para ouvir os programas e, quando tocava alguma música agitada, logo criavam coreografias.”

Atual diretora-adjunta do Centro de Educação Monteiro Lobato, Tatiana está empolgada com as novidades previstas para este ano. “A implementadora Ana Paula pretende abrir um espaço na rádio para as famílias atuarem ativamente e divulgarem seus produtos artesanais”, afirma.

Repercussão — Segundo a diretora da escola, Paula Cristina de Souza Silva, o projeto teve boa repercussão. “Recebemos cumprimentos até de pessoas de outros municípios da região”, ressalta.

Pedagoga, com pós-graduação em gestão escolar, há 22 anos no magistério, 12 dos quais na direção, Paula Cristina entende ser de fundamental importância o uso de novas tecnologias na escola. “O trabalho se torna mais dinâmico e instigante, contemplando assim todas as linguagens — visual, auditiva e cinestésica”, diz. Para ela, as tecnologias estão presentes no uso de jogos on-line e off-line, produção de fotos, vídeos, músicas, filmes e outros meios que contribuem para dinamização e enriquecimento de todo processo de ensino-aprendizagem. (Fátima Schenini)



Fonte e Créditos: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/conteudoJornal.html?idConteudo=3290

Saiu no site da SME. http://www.portalvr.com/sme/index.php/13-noticias-destaque/318-radio-monteirinho-no-portal-do-professor-mec

Para ver a reportagem no RJTV

Mais uma vez o Projeto de áudio na Educação que faz parte do Programa de Informática Aplicada à Educação - VRlivre de Volta Redonda é apresentado.
Parabéns a toda equipe  do C.M.I.E. Monteiro Lobato e a implementadora Ana Paula pelo compromisso e dedicação ao projeto IAESMEVR.

Vejam a reportagem exibida no RJ 1º Edição!

"E o RJTV 1ª Edição desta quarta (03) mostrou que no último Paulinho da Escola antes das férias alunos do Centro Integrado de Educação Infantil Monteiro Lobato, que fica na zona rural de Volta Redonda, criaram uma rádio on line, junto com os professores e a direção.

Lá eles falaram sobre os principais projetos elaborados pelas turmas da escola, ofereceram música aos aniversariantes do dia. Além de programas de conscientização para cuidar do meio ambiente. Segundo a diretora da escola, Paula Cristina de Souza Silva, o primeiro programa foi gravado e tem a duração de 23 minutos.

Trinta crianças com idade entre quatro e cinco anos, participaram do projeto. Os pais das crianças, que serão os principais ouvintes, receberão um link para ouvir. 
Assistam ao vídeo. Fonte: Clique aqui!

SUGESTÕES DE TRABALHO


MINETEST É UM OPENSOURCE NO ESTILO DO MINECRAFT e seu uso pedagógico

MINETEST É UM OPENSOURCE NO ESTILO DO MINECRAFT E SEU USO PEDAGÓGICO



Minetest é um jogo estilo de blocos para montar , onde você pode criar seu próprio mundo ou dar continuidade em um mundo existente e interagir com os mesmos, ele foi inspirado no famoso Minecraft e outros.

Ele é Open Source, foi lançado e liberado sob a LGPL 2.1 ou posterior, temos ele disponível para Windows, Mac OS X e Linux.


Minetest foi projetado para ser simples, estável e portátil.
Ele pode ser leve o suficiente para rodar em um hardware bastante antigo, isso claro que dependendo da quantidade de TEXTURAS e MODS, que você por ventura instalar como adicional no mesmo. 


A boa notícia e que para quem usa a Customização Liberdade que criamos para ser usada nas Escolas Municipais de Volta Redonda e nos notebooks dos Professores, que forem atualizados a partir de hoje, dia 23/02/2015, contaram com uma versão do Minetest Modificada, onde acrescentamos váriosMundos/MapasPacks de Textura e MODs (retirados do site oficial do Minecraft, ao qual devem ser dados todos os CRÉDITOS), além de criarmos um aplicativo (em Gambas3) para facilitar a inicialização do Minetest Modificado, com as configurações de qualidade da textura selecionada pelo usuário.

Veja abaixo a tela de inicialização do aplicativo:

Tela inicial do Minetest customizado:


Exemplo de um trabalho desenvolvido com o Minetest: Trabalho desenvolvido em 2013 - Giany Abreu


Como Relevo e estrutura da Terra fazem parte do Currículo, os alunos gostam do jogo MINECRAFT e no laboratório de Informática temos o MINETEST a professora de Geografia propôs que o trabalho sobre vulcões e formas de relevo, fossem apresentados na construção que o jogo permite.


Etapa1

O trabalho foi iniciado à partir da seguinte pergunta: 
__O que tem dentro da Terra?
Os alunos levantaram suas hipóteses!..
Depois assistimos ao vídeo "Islândia" - Documentário da NATGEO e trabalhamos diversos conceitos apresentados: vulcões, placas tectônicas, energia geotérmica, movimentos das placas, condições de vida na Islândia e comparação com a nossa realidade.


Etapa2

Criação no MINETEST de um vulcão;


Etapa 3





Formas do Relevo

Criação de um cenário completo com as diversas formas.


Cada trabalho no MINETEST foi gravado em vídeo utilizando  RecordyMyDesktop





Segue abaixo algumas imagens capturadas dos vídeos!








Copyright © 2013 Espaço dos Implementadores de Informática